El Argonauta. La librería de la música.

Logotipo El Argonauta. La librería de la música
C/ Fernández de los Ríos, 50. 28015 Madrid (España)
Tradições Musicais da Estremadura
Tradições Musicais da Estremadura.
¡Nuevo!

Tradições Musicais da Estremadura

  • ISBN: 978-972-8644-00-0
  • Editorial: Tradisom
  • Encuadernación: Cartoné
  • Formato: 22,5x30
  • Páginas: 650
  • Idiomas: Portugués
  • Tipo: LIBRO (incluye CD)

Materias:
PVP 97,35 €
AGOTADO
Agotado en la editorial

Este libro está catalogado como "Agotado" por el editor. No hay existencias ni previsión de reedición a corto plazo. La editorial mantiene los derechos sobre él.

Avisar si vuelve a estar disponible.
Contiene CD

Con 120 partituras y 3 CDs.
Fruto de demorada investigação etnográfica no terreno, desde as imediações de Leiria, ao norte, até à região de Palmela na Estremadura transtagana, a obra “TRADIÇÕES MUSICAIS DA ESTREMADURA”, da autoria do Dr. José Almeida Morais Sardinha, pretende descrever as principais tradições populares desta província, documentando-as musicalmente.

Para cada tradição procurou-se descrever as manifestações que a envolvem, o próprio ambiente social e cultural geral que a rodeia e fornecer dados históricos sobre a sua origem. Depois, naturalmente, a face musical dessa tradição, com a respectiva partitura.

Para além da introdução, a obra abrange os três grandes temas funcionais que estão na base da música rural: o trabalho, com os amanhos das terras, as lavoeiras, as colheitas, as debulhas e respectivos cantares, o sobrenatural, em que se trata das relações do homem rural com a divindade, mormente nas suas manifestações religiosas, mas também noutras práticas de simples conteúdo mágico ou simbólico, e a festa, os costumes lúdicos, o amor e o divertimento, com particular realce para os bailes rústicos, as suas danças e os seus instrumentos.

Além da mancha rural, as tradições populares da cidade de Lisboa também são contempladas, numa das suas típicas manifestações musicais - os pregões -, bem como nos bairros populares, referindo-se o fado apenas de forma perfunctória e sobretudo na sua expressão coreográfica.

Por virtude da descrição pormenorizada das tradições estudadas, bem como dos seus aspectos históricos e da sua vivência social, a obra é de grande extensão, com cerca de 650 páginas, mais de 500 fotografias e ilustrações a cores documentando visualmente as tradições objecto do estudo, 120 partituras, vários índices, e 3 CDs com os respectivos guias de audição.

Prefácio de Fernando Lopes Graça
O Livro abre com um prefácio do mais reputado musicólogo português, Fernando Lopes Graça, entretanto falecido, que afirma que este trabalho se trata de “uma obra fundamental no panorama da “Etnomusicologia Portuguesa”, e bem assim de garantir que a Estremadura passará a beneficiar, no campo da música tradicional, de um estudo de que nenhuma outra província se pode orgulhar.

Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios y facilitar la navegación. Si continúa navegando consideramos que acepta su uso.

aceptar más información